A VISÃO DO ROTARY

Nós seremos a organização de serviços humanitários preferida pela maioria, com Clubes dinâmicos e atuantes, dedicados a melhorar as condições de vida em comunidades do mundo inteiro.


Notícias distritais

Projeto Jovem Aprendiz recebe Projeto Distrital

A entidade Lins de Vasconcellos de Maringá recebeu no dia 17 de novembro, Projeto de Subsídio Distrital no valor de R$ 12.076,00, destinado ao programa de Inclusão Jovem Aprendiz que funciona junto a várias empresas de Maringá e região, com aproximadamente 500 jovens da comunidade. A entrega do projeto foi uma parceria dos 14 Rotary Clubs de Maringá e o Rotary Club de Sarandi Renascer com a Fundação Rotária, com a aquisição de equipamentos de audiovisual, computadores e acessórios, que ajudarão na ampliação do trabalho e treinamento dos participantes. Segundo a supervisora pedagógica da Lins de Vasconcellos, Cláudia Tatiana Moreira Ribeiro, o projeto distrital possibilitará aos adolescentes jovens aprendizes momentos de aprendizagem, com aulas dinâmicas, uso de vídeos, apresentações em slides e pesquisas na internet. Também a ampliação do universo informacional, artístico e cultural de crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, além do estímulo ao desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos, propiciando sua formação cidadã para o mercado de trabalho. “A entidade tem como objetivo manter a criança e o adolescente longe de situações de risco e vulnerabilidade social. Por meio do projeto, eles ampliarão seus conhecimentos e terão uma oportunidade de serem protagonistas de suas histórias. Por meio da inserção nas empresas, é possível que os adolescentes contribuam com o aumento da renda da família, reduzindo a pobreza na comunidade”, fala a supervisora pedagógica. Por Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Postado em 12 de Dezembro de 2018 por

Fazenda Esperança será entregue em 2019

A Fazenda Esperança, resultado do Projeto de Subsídio Global do Rotary Club de Jandaia do Sul em parceria com a Fundação Rotária e os Distritos 4630 e 4710, está perto de ser concluída, com previsão de entrega para o primeiro trimestre do ano que vem. O barracão com capacidade para a criação de 35 mil aves será finalizado neste mês. Após a conclusão, o primeiro lote de aves entrará em produção, que levará cerca de 60 dias. No local, que fica na área rural de Jandaia do Sul, já funciona o cultivo de pomares e hortas, cuja produção é comercializada para a comunidade e atende também as demandas da fazenda, que é cooperada à Cooperativa Aurora, fornecedora dos filhotes. O projeto conta com os equipamentos da CASP para o aviário, responsável pela assistência técnica. Para manter a funcionalidade do aviário, haverá o fornecimento de energia elétrica por 24 horas, para garantir a distribuição de ração, alimentação, ventilação, iluminação e temperatura adequada. Atualmente de 25 a 30 internos de várias partes do Brasil moram na Fazenda Esperança, um projeto que começou com a igreja Católica e que possui mais de 35 anos de experiência na recuperação e reinserção ao mercado de trabalho de dependentes químicos. São mais de 140 unidades espalhadas no Brasil e no exterior.  “Voluntários da sociedade administrarão a fazenda, que já funciona com um encarregado que mora lá com sua família. Esses internos possuem uma rotina, de oração e atividades, que são cumpridos para que possam se manter na fazenda por no mínimo 1 ano, período em que eles se preparam para ter uma nova oportunidade de vida e conseguir um trabalho”, explica o presidente do Rotary Club de Jandaia do Sul, Muriel Henrique Aguiar. Fazenda Esperança – A Fazenda é uma comunidade terapêutica, considerada a maior iniciativa na América Latina, promovendo a regeneração na vida de muitas famílias, presente em mais de 22 países. Contando com a ajuda de voluntários dedicados da sociedade, a Fazenda Esperança trabalha a autoestima e resgata a dignidade dos seus participantes, baseada na combinação trabalho, espiritualidade e convivência. Em 2017, cerca de 3 mil acolhidos e suas famílias foram acolhidos pelo programa considerando todas as unidades no Brasil.  Por Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Postado em 06 de Dezembro de 2018 por

Projeto Global beneficiará coleta de sangue no Chile

Representantes dos Rotary Clubs de Campo Mourão Gralha Azul e Iretama estiveram de 10 a 12 de outubro na cidade de Osorno, sul do Chile, para fazerem a entrega de um veículo que será utilizado para a coleta de sangue. A entrega ocorreu no dia 12 de outubro, na Plaza de Armas, onde o Rotary Club de Osorno lançou também a Campanha de Doação de Sangue “Doe Sangue, Doe Vida” com o apoio do Banco de Sangue do Hospital Base San José, que por 10 meses ficou fechado por conta de um surto de febre Q. Ele foi reaberto em 29 de agosto. Segundo a presidente 2017-18 do Rotary Club de Iretama, Claudia Cesário Sguissardi, entregar um Projeto Global foi o resultado do esforço de todos os companheiros do clube e uma demonstração da internacionalidade do Rotary, que proporcionará a melhora na qualidade de vida de muitas pessoas da comunidade de Osorno que dependem da doação de sangue. “Nosso trabalho como rotarianos não se limita em nosso município, podemos fazer o melhor de nós em qualquer parte do mundo”. Fabio Battistella, presidente 2017-18 do Rotary Club de Campo Mourão Gralha Azul enalteceu o esforço de todos os companheiros do seu clube para que este projeto pudesse se tornar realidade. “Há 11 anos quando me convidaram a fazer parte do Rotary, foi me dito que o objetivo principal era o de servir à comunidade. Não importa de onde sejam as pessoas, o importante é que suas necessidades sejam atendidas. Hoje estamos ajudando a comunidade do Chile, certamente, em um futuro próximo contaremos com eles para realizar um projeto aqui”, destaca. Benefícios – Desde que foi reaberto até 16 de outubro, o Banco de Sangue do Hospital San José recebeu 528 doadores. Quando o banco fechou, a doação voluntária chegava a 20% e em setembro alcançou 67%. A unidade móvel permitirá um maior alcance de doações, seguirá um calendário de coleta a cada 15 dias e percorrerá o entorno da cidade, em busca de pessoas dispostas a doar sangue. Atualmente as doações no Banco de Sangue do hospital podem chegar a 40 por dia, sendo a média de 20. Comitiva – Do Distrito 4630 foram até o Chile pelo Rotary Club de Iretama: a presidente 2017-18 Cláudia Aparecida Cesário Sguissardi, Neide Rodrigues, Maria das Graças Machado, Aparecido Machado, Afonso Miranda, Teresa Miranda, o presidente 2018-19 Wilson Pereira de Godoy e a Governadora Assistente Hebe Perry de Godoy. Do Rotary Club de Campo Mourão Gralha Azul foi o companheiro José Mário Leal de Moraes e a esposa Solange Moraes. Por Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Postado em 27 de Novembro de 2018 por

Localizar site dos clubes