Cápsula do Tempo representa visão de futuro

Postado em: 02 de Novembro de 2018

Ideia objetiva o cuidado com a memória, o patrimônio documental e histórico para as futuras gerações

Poucos sabem, desde os rotarianos recém admitidos aos com mais tempo de casa. Mas na Sede da Governadoria, em Maringá, existe a Cápsula do Tempo do Distrito 4630. Ela foi idealizada pelo governador 2007-08 Amaury Couto durante o seu ano rotário e foi fechada no último dia de sua gestão, com objetos, arquivos daquela época e cartas de cada clube relatando qual a perspectiva para o Rotary no futuro. A proposta é que a cápsula seja aberta pelo governador do ano rotário 2057-58, 50 anos depois do dia em que ela foi lacrada.

Por que 50 anos? Em 2005, na Convenção dos 100 anos do Rotary International, nos Estados Unidos, Amaury era presidente do Rotary Club de Maringá Norte (ano rotário 2004-05) e teve a oportunidade de levar pessoalmente uma carta escrita pelo seu clube. “Naquele mesmo ano fui indicado a governador. Com a colaboração de todos os associados, colocamos nosso pensamento futuro de Rotary para 100 anos depois. A Cápsula da Convenção será aberta em 2105”, explica.

Amaury retornou com a ideia, porém com uma Cápsula para ser aberta 50 anos depois. “Achei que 100 anos era muito tempo. Como a Conferência Distrital do meu ano seria a 50ª, defini para ser aberta 50 anos depois. No meu entendimento também, era uma forma desse número marcar a história do Distrito, pois eu homenageei em minha conferência todos os governadores anteriores a mim”.

A Conferência daquele ano se chamou “50ª Conferência Distrital Emilio Germani” em homenagem aos 60 anos de dedicação de Emilio ao Rotary e por ser também um amigo próximo da família de Amaury. Todos os governadores anteriores foram homenageados na Conferência, até mesmo os que eram pertencentes aos outros Distritos antes do redistritamento. “Fomos atrás de todos os governadores, dos familiares daqueles que, infelizmente, já tinham falecido. Foi um momento muito especial, eu mesmo anunciei o nome de todos eles na conferência”, relembra Amaury.

Memória – Do ponto de vista histórico, o Distrito 4630 não tem enraizado em sua cultura organizacional a importância do patrimônio documental e talvez por isso, aliada à falta de divulgação e incentivo, voltamos no início deste texto sobre o desconhecimento da Cápsula do Tempo e tantas outras grandes realizações. Organizações, empresas, até mesmo famílias necessitam de documentos para registrar sua trajetória e história.

“Não temos um registro de memória ou arquivos que contem sobre as pessoas, as realizações e trajetória do Distrito”, destaca Amaury, que reforça a importância da História para o futuro e as novas gerações. Segundo ele, a proposta é que quando aberta em 2058, uma nova Cápsula do Tempo seja fechada pelo governador daquele ano.

 

Por Larissa Nakao

Comunicação Corporativa

 

Localizar site dos clubes